A Ferrari de 2.000 Dólares – Sobre a Gratidão

Há cerca de um ano resolvi comprar uma moto. Achei que deveria inicialmente testar, por isso peguei a moto mais fácil de pilotar (automática) e mais barata: uma scooter… usada rs. Desde então, sou um homem de 1,92m numa moto bem pequena. Talvez não seja muito elegante, mas quero dizer da sensação que tenho ao andar nela.

E antes até de descrever isso, quero falar que não é uma apologia ao uso de moto, só uma visão que tenho acerca de algo que gosto. A sensação de vento no rosto me fez muitas vezes refletir que nem mesmo numa Ferrari me sentiria tão bem naquele momento. “é Yang, mas você nunca andou numa Ferrari”, você pode pensar. Verdade, eu nunca andei, mas já andei em carros muito bacanas e fiz uma projeção maior ainda para a sensação da Ferrari e me dei conta de que realmente não trocaria pela sensação na minha Burgman.

Provavelmente meu ego ficaria mais realizado dentro da Ferrari, pois ele se infla com a ilusão quantidade-tamanho, “São sempre os mesmos sonhos de quantidade e tamanho” que Leoni e Paula Toller trazem na canção, mas a qualidade de sensação para minha alma não seria a mesma, certamente.

Sou grato por ter essa minha experiência, essa minha Ferrari de 2.000 dólares. E acredito que a gratidão é uma chave que abre muitas portas de bençãos.

Nesse momento de final de ano temos uma tendência a pedir bençãos para o ano novo, mas creio que mais do que pedir, temos que agradecer. Escrevi um poema-oração há um tempo que reflete muito esse sentimento e que leio toda noite antes de dormir. Quero compartilhar com você:

O Pão da Vida

Obrigado Deus

por me permitir orar, louvar e agradecer

Obrigado por todas experiências vividas no dia de hoje

Obrigado por me dar uma consciência que

Recrimina-me quando erro.

Mesmo que traga conflitos, consciência elevada

É a origem de uma boa ação

Que eu me ponha sempre no lugar de aprendiz e

Possa refletir as experiências diariamente e

Aperfeiçoar-me com esta reflexão

Obrigado por ter a Natureza a meu favor

Toda vez que favoreço a Ela

Peço-Te, ó Pai, que imponha Tua Vontade

No coração dos espiritualmente desvalidos

E faça-nos buscar a sabedoria e o pão espiritual,

O único imperecível e imortal

Que a alma possa estar tranqüila e o espírito luminoso

E àqueles que se inquietam

frente às grandes mentiras humanas

 bastem as verdades divinas.

Obrigado pela Sua benção,

Amém

Agradeço pelo meu 2016! Que venha o 2017 que é necessário para meu crescimento (na hora de escrever essas últimas palavras tremi por dentro e tateei… afinal pode dar medo pedir o que merecemos, né? Mas pedindo ou não, é exatamente isso que receberemos. Então…)

Forte abraço e um 2017 que você mereça!

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado. Required fields are marked *

1 comentário em “#24: A Ferrari de U$2.000,00 – Sobre Gratidão

  1. Thanks, great article.

Yang Mendes - Podcast © 2016